março 23, 2010

Uma Rainha ao Leme
As escavações arqueológicas revelam várias sepulturas de mulheres das primeiras dinastias, uma dessas rainhas, esposa do faraó da segunda dinastia (cerca de 2700 a.C), merece especial menção: Ny-Hepet-Maat, " o leme pertence a Maat".

O Fato da rainha ser considerada "leme" demonstra que ela é capaz de orientar corretamente o barco. É sobretudo assimilada a deusa Maat, a basa da civilização egípcia¹. Podemos traduzir a palavra Maat por "ordem", desde que nela incluamos as idéias de ordem universal, de harmonia cósmica, de eterno equilíbrio do universo, de justiça celeste que inspira a justiça humana; O faraó deve dizer e fazer Maat, para que o estado seja o reflexo justo da harmonia cósmica. 

O fato de Maat ser uma deusa e de as rainhas do egito serem as suas encarnações terrestres significa que confiavam á mulher a mais vital das responsabilidades. Trecho do Livro - As Egípcias -Christian Jacq



¹ ver o livro fundamental de J.Assman, Maat L'Egypet pharaonique et l'dee de justice sociale, 1989

Nossas aulas têm como objetivo resgatar a ligação da mulher com as suas raízes ancestrais, temos como compromisso a excelência na formação de encantadoras de ritmos com uma nova abordagem da dança do ventre. Ela volta aos rituais femininos, ao culto dos antigos haréns, ao estudo das Deusas, ao auto-conhecimento, da criatividade, da vitalidade, da cura, do amor, da mulher, do verdadeiro sentido em dançar ao som de ritmos orientais

0 comentários:

Postar um comentário

Seu comentário é bem-vindo!

Ao dançar, nos reencontramos com tribos do nosso inconsciente adormecido...Uma mistura de conceitos, de ideias, de movimentos, geram a dança. Uma expressão cultural respeitada e admirada por todas nós. Uma viagem pelas tribos ancestrais da grande mãe, da natureza feminina... Descubra nossas aulas de Dança Tribal

Fale Conosco
Al Jawhara
peça no contato
São Paulo, Brasil