A História do Al Jawhara

História - O Al Jawhara nasceu de um sonho; ainda quando criança assisti um desenho que mudaria minha vida, Alladin moldou meu destino! Em 1998 fiz intercâmbio e morei um ano fora do Brasil. Na cidade onde estudei, a comunidade árabe era muito grande. Passei o ano todo convivendo, aprendendo e me apaixonando ainda mais pela cultura. Porém só em 1999 que realmente entrei em contato com a dança do ventre; Minha primeira professora foi Hadra era o início do Al Jawhara. Em 2000 e 2001 viajei para o Emirados árabes fiquei por lá três meses cada ano ( não para dançar e sim para aprender e vivênciar sua cultura e seus costumes), e em 2004 tomei coragem e segui meu verdadeiro destino, abandonei minha carreira profissional e abri as portas do meu sonho, era inagurado o Espaço Oriental Al Jawhara lá na vila Madalena! Nesses 7 anos a escola já passou por vários endereços e hoje ela é itinerante, você pode fazer aula com o Al Jawhara no seu condomínio, em várias escolas, no conforto de sua casa e no seu clube! Conheça os endereços.
 
Diferencial - Além das turmas reduzidas, de no máximo 6 alunas que proporcionam um acompanhamento mais detalhado, trazendo resultados melhores e mais rápidos, nossas alunas contam com suporte on-line gratuito de videoaulas postados na comunidade Ventre em Ebulição no Ning que só elas tem acesso.

Objetivo - é de desenvolver a dança do ventre como método terapêutico porém enfatizando a técnica; Fazer com que a mulher entre em contato com sua feminilidade através da dança, da história e da cultura nela inserida. Com isso nosso propósito final é de que a mulher recupere ou exalte ainda mais o seu poder pessoal, sua feminilidade e viva cada vez mais feliz!

Proposta - Estudo a arte da dança do ventre á mais de 10 anos, tive professoras maravilhosas. Com algumas, aprendi algo a mais e a partir daí comecei a aprofundar meus estudos na dança oriental, nas deusas e na busca do auto-conhecimento. Hoje, com minhas alunas, além de todo o estudo da dança oriental, estudamos também sua filosofia, sua história, suas deusas, seus movimentos, sua musicalidade e seu objetivo. Desenvolvi um método próprio, com aulas práticas e teóricas; O curso é apostilado e trabalho a dança como caminho do autoconhecimento e reencontro com o sagrado feminino, sem perder a essência da dança. Currículo Simone Martinelli 

Princípios - Devemos Abandonar o que é limitado e buscar o terreno inexplorado do novo. Devemos Ousar não apenas proclamar suas ideias, mas vivê-las com toda a intensidade. Devemos deixar um pouco de ser o arco que serve de apoio e impulso à flecha e, ser a flecha. Procurar mais oportunidade que segurança. Assumir o risco calculado. Sonhar e construir, fracassar e vencer, Tropeçar e levantar. E principalmente não se comportar apenas como um mero observador, mas sim experimentar a aventura de atuar nesse espetáculo onde o aplauso será sempre proporcional ao nosso desempenho.

Objetivos aulas - as aulas do Al Jawhara, têm como objetivo resgatar a antiga ligação da mulher com as suas raízes ancestrais, temos como compromisso a excelência na formação de encantadoras de ritmos com uma nova abordagem da dança do ventre. Ela volta aos rituais femininos, ao culto dos antigos haréns, ao estudo das Deusas, ao autoconhecimento, da criatividade, da vitalidade, da cura, do amor, do verdadeiro sentido em dançar ao som de ritmos orientais mas acima de tudo, ensinar respeitando as características corporais de cada mulher. 

Metodologia - As aulas são personalizadas pois cada mulher traz consigo vivências corporais distintas; Buscamos o máximo de aproveitamento dentro da sala de aula para que a aluna alcance resultados melhores e mais rápidos!

O desenvolvimento corporal é baseado principalmente na técnica de Alexander - essa técnica ajuda a aluna a identificar e prevenir hábitos posturais danosos. Ela trabalhava postura, equilíbrio e movimento. "A técnica aumenta a consciência corporal e aperfeiçoa o equilíbrio e a coordenação, liberando a bailarina para expressar mais plenamente a graça a força e a beleza da sua dança." Regina Vieira

A união -  O Al Jawhara é composto por mulheres que fazem da dança seu mais profundo saber, no ondular de seus corpos e na suavidade das mãos encontramos as histórias das Mil e Uma Noites, os sonhos de Alhambra e as raízes de todas as tribos.Cada uma traz a face da arte de dançar celebrando a vida, o feminino e a sagrada composição da natureza, buscando a harmonia de passos e inspiração para cada ritmo.

Refazendo o caminho de suas ancestrais o Al Jawhara busca na Arte da Dança descobrir e realizar sonhos, valorizar o ser humano e demonstrar as muitas faces da beleza e da força femininas.

A Imagem que simboliza a escola


Significado da imagem - A dança do ventre simboliza o nascimento de uma nova mulher dentro de cada uma de nós, assim como Vênus, emergimos das águas do nosso eu interior em uma concha; Somos empurradas para a margem pelos ventos D'oeste, símbolos das paixões espirituais e recebemos, de uma Hora (as Horas eram as deusas das estações), um manto bordado de flores para que assim, possamos começar uma nova jornada feminina!

O motivo que complementa o significado da escolha desta imagem é que no período renascentista, época em que Sandro Botticelli pintou o Nascimento de Venus, as imagens femininas eram pintadas valorizando nossas formas curvilíneas, expressando o verdadeiro corpo da mulher.

Origem e significado do nome Al Jawhara ?
  • A origem do nome da escola é árabe, sua escrita é em árabe coloquial, traduzindo significa "Jóia Rara", pois para nós, é isso que todas as mulheres são! 

Ao dançar, nos reencontramos com tribos do nosso inconsciente adormecido...Uma mistura de conceitos, de ideias, de movimentos, geram a dança. Uma expressão cultural respeitada e admirada por todas nós. Uma viagem pelas tribos ancestrais da grande mãe, da natureza feminina... Descubra nossas aulas de Dança Tribal

Fale Conosco
Al Jawhara
peça no contato
São Paulo, Brasil